Pages

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

01:30 da madrugada

Hoje. É, foi hoje que percebi que minha vida poderia ser melhor se eu não sentisse...
- Sentir o que?
Ah, você sabe, essas coisinhas que nos preocupam.
- Coisinhas? Que preocupam?
É, vou ser mais especifico. Você sabe o que é o Amor?
- Oras! É claro que sei.
Você gosta de Amar?
- Bem, eu sei o que é o Amor, embora eu não sinta, mas eu tenho. Eu quero amar mas eu temo amar e não ser amada, ou amar demais e esquecer de amar a mim mesma e a outros valores. Entendeu?

Exatamente
! Era aí que eu queria chegar, o Amor preocupa ?
- Não, o amor confundi. Mas sem amor eu nada seria, alias, nós.

( Um silêncio e uma grande dúvida se propagava tão rápido quanto a velocidade da luz, era cada vez mais difícil discernir o silencio da duvida... e então, no ultimo segundo; Um suspiro foi dado)

- Mas então, desculpe! Continue...

(Um riso leve foi dado, um riso inseguro)


É... então, passamos a vida toda nos preocupando com coisas meramente desnecessárias.
- Tipo o que?
Tipo Amar. Por exemplo: Se entregar a alguém que não se entrega a você, não com a mesma intensidade, como nós esperávamos. Ou, amar um objeto pessoal que um dia cairá sobre um chão duro e rígido, e se quebrará em milhões de pedaços que ficarão sobre o chão opaco e, mesmo que os cole um ao outro numa tentativa fracassada de retomar a forma perfeita que esse objeto tinha, ele terá rachaduras, que na verdade são cicatrizes significativas, uma marca que terá pra sempre e, quando olhar para essas marcas, lembrará - lembrará de como foi ruim. Sentirá uma dor cronica e angustiante. É assim que fica um coração, ele fica com marcas, com cicatrizes. Mal Amado.
- Nossa! Que visão efémera que você tem do amor.
Desculpe, é que eu fico me perguntando sobre esses tipos de sentimento nocivos e, não obtenho nada como resposta. Não é exato como preto no branco e, sim difuso como branco no branco.
- Sentimentos não são nocivos, sentimentos não se entende, se vive, sentir não é ter perguntas e sim respostas - respostas pra tudo aquilo que faz mal. É simplesmente S-E-N-T-I-R.

Eu não entendo.
- Sei que não, você é incompleto
Incompleto?
- É, incompleto. Você se indaga demais, e quem se indaga demais é incompleto.
Você acha mesmo isso?
- Am han, acho.

(Um silencio....) - (E então uma pergunta que mudará sua vida pra sempre)


O que faço para ser completo? (riso ironico)
- Sinto lhe dizer, mas você está morto. Você precisa nascer.
Ah, legal.. Incompleto e Morto - PERFEITO!
- é.
Como vou nascer de novo? Hein..
- Quem disse que você esta vivo? Você respira e, respirar não é viver.
Talvez seja verdade, eu deixei muitas coisas da minha vida passar em vão. É bom ouvir isso de alguém, o que eu faço pra viver?
- Você só precisa sentir, e se perguntar menos.
Como assim sentir e perguntar menos?
- Sinta e Cale-se. Isso é suficiente.
Como assim?
Alô? Alô? Você esta aí??

- SINTA -

19 comentários:

  1. Que texto lindo, eu adorei.
    Ultimamente eu passei por uma fase meio chata, e seu texto me ajudou, eu compreendi uma coisa muito importante.
    Adorei seu blog, seus textos, tudo. Você escreve muito bem.

    Beijos, sucesso...

    ResponderExcluir
  2. o manin o texto ta ótimo e ainda bem feito nada de erros ta perfect

    bala o blog manin

    ResponderExcluir
  3. Cara, muito bom teu blog!
    Adorei mesmo!
    Abração!

    ResponderExcluir
  4. eh, kerido, pode creh ki amor causa medo mesmo... mas diferente do q mtos pensam o medo é uma coisa boa, é o medo que faz nos precaver de muitas coisas realmente perigosas...
    abçs da Garota de Várias Faces
    http://www.diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com/
    sigo quem me segue e retribuo comentários

    ResponderExcluir
  5. É uma questão de opinião, não é porque voce acha isso que eu vou achar tambem, temos personalidade diferentes. E pra mim, sentir medo - NÃO - é bom.

    Obrigado pelo comentario

    ResponderExcluir
  6. Gostei do seu texto, está muito bem escrito! Parabéns pelo blog. Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o texto =]
    Amor realmente é um sentimento complicado (eu concordo com o começo, que seria mais fácil se não sentissemos , ele em especial) Parabéns =]

    ResponderExcluir
  8. dahora oo textoo, seu blog tbmm , sucesso .

    ResponderExcluir
  9. Seu texto esté perfeito, voce escreve muito bem. É verdade, a vida poderia ser melhor se nós nao sentissemos... mas as vezes esses sentimentos se confundem em um só, e fica essa confusão, mas como voce disse é amar é bom.

    Parabens pelo texto, to seguindo!

    ResponderExcluir
  10. Adorei seu blog, só muda algumas coisas no layout, atrai mais pessoas, to seguindo também!

    Segue-me
    www.outrasvontades.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. nossa, que texto perfeito. Nos permite viajar, a cada linha que tu escreve.aliás, escreve maravilhosamente bem :DD
    ah ! gostei do layout tbm *-* rs
    Parabéns, bjs:*

    ResponderExcluir
  12. Pra quem gosta é um otimo blog, parabens!

    ResponderExcluir
  13. *_____*
    Belo texto moço. Você escreve muito bem.
    A vida é assim..
    tem que sentir mesmo...
    se não sentir ela passa...
    e já era..
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  14. ótimo texto, vc escreve bem cara!
    parabens

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito do teu texto, é fácil chegar ao final :)
    sucesso pra vc! bjs

    ResponderExcluir
  16. o amor é mesmo assim complicado e o mais interessante disso tudo é que cada um de nós tem uma visão peculiar desse sentimento... o fato é que ninguem sabe explicar ao certo o que é amor, muito menos o que é amar.
    Mas sabe,concordo com o personagem do texto, eu acho que sentir basta.
    Bom texto, a narrativa está ótima!
    sucesso!

    ResponderExcluir

Peço a vocês sinceridade e um comentário bem construtivo. Não coloque o link do seu blog, e nem propagandas.